Formação e Desenvolvimento
Ajudamos as organizações a tornarem-se ágeis desenvolvendo a criatividade e a resolução de problemas de forma colaborativa, emponderando o seu capital humano.

Créditos Documentários de Importação e Exportação em Angola

Este curso visa dotar os participantes dos conhecimentos necessários para:

– Compreender a importância do Crédito Documentário no comércio internacional;
– Conhecer o regime vigente em Angola;
– Reconhecer os princípios inerentes a esta modalidade de crédito;
– Adequar o Crédito Documentário como produto bancário essencial ao apoio às transações internacionais e saber colocá-lo junto dos clientes;
– Caracterizar os diferentes tipos de Crédito Documentário;
– Dominar as formalidades envolventes deste tipo de operações.

1. Conceitos fundamentais
1.1. Comércio Internacional e organização bancária
1.2. A Função do Crédito Empresarial no contexto do negócio internacional
1.3. Tipologias de Crédito Bancário associadas ao comércio internacional
1.4. Papel das Garantias de Crédito enquanto mitigadores de risco

2. Modalidades de pagamento
2.1. Pagamento antecipado
2.2. Pagamento postecipado
2.3. Remessas e cobranças documentárias

3. Crédito Documentário – definições gerais
3.1. A importância do crédito documentário
3.2. Origem e evolução
3.3. Autonomia, Formalidade e Revogabilidade
3.4. Comparabilidade com Produtos Alternativos
3.5. Regras Gerais dos Créditos Documentários
3.6. Tipos de créditos documentários
3.7. Participantes ou Intervenientes

4. Regras internacionais
4.1. Regras e usos uniformes
4.2. Incoterms
4.3. Garantias

5. A importância dos documentos de suporte nas operações com Crédito Documentário
5.1. O princípio da separação da transação e do suporte bancário
5.2. Pedido de abertura
5.3. A fatura pró-forma e a fatura
5.4. Documentos de embarque
5.5. Documentos de seguro
5.6. Outros

6. Crédito Documentário em Angola
6.1. Análise do regime vigente (Aviso 05/2018, Instrutivos 09 e 13/2018)
6.2. Os drivers branqueamento de capitais e gestão e controlo cambial
6.3. A intervenção do Compliance neste tipo de processos
6.4. Os núcleos internos de reporte directo ao BNA
6.5. Alterações consequentes e previsíveis
6.6. Aplicação no âmbito da importação & da exportação

7. Análise do contrato de emissão e respetiva carta de crédito
– Exercícios práticos e análise de “case studies”

São utilizados os métodos expositivo, ativo e interrogativo, com aplicação de exercícios e casos práticos enquadrados nas áreas de atuação profissional dos Formandos.

Método Expositivo: Centrado nos conteúdos, o Formador transmite oralmente a devida informação e conhecimentos ao grupo.

Método Ativo: Orientado para estimular a participação dos formandos e a partilha de experiências. Este método baseia-se na atividade, na liberdade e na auto-educação. O formando aprende por descoberta pessoal, construindo a resposta mais adequada a cada situação colocada. O formador irá orientar, promover a animação e facultar os materiais pedagógicos necessários. O foco será baseado na interação entre o grupo e o formador e no desenvolvimento de atividades práticas.

Método Interrogativo: Consiste num processo de interações verbais dirigidas pelo formador, normalmente tipo pergunta-resposta, cujo objetivo é levar o formando a descobrir os conceitos ou conhecimentos a reter, quer em termos de conceitos, quer na aprendizagem de saber-fazer. Neste método, são particularmente importantes os processos de raciocínio indutivo, a competência na elaboração de perguntas e o modo como se organiza a aprendizagem por descoberta.

Este curso destina-se a profissionais do sector bancário angolano que operem ou venham a operar, direta ou indiretamente, .com este tipo de produto ao nível comercial, administrativo ou operacional.

OBJETIVOS

Este curso visa dotar os participantes dos conhecimentos necessários para:

– Compreender a importância do Crédito Documentário no comércio internacional;
– Conhecer o regime vigente em Angola;
– Reconhecer os princípios inerentes a esta modalidade de crédito;
– Adequar o Crédito Documentário como produto bancário essencial ao apoio às transações internacionais e saber colocá-lo junto dos clientes;
– Caracterizar os diferentes tipos de Crédito Documentário;
– Dominar as formalidades envolventes deste tipo de operações.

PROGRAMA

1. Conceitos fundamentais
1.1. Comércio Internacional e organização bancária
1.2. A Função do Crédito Empresarial no contexto do negócio internacional
1.3. Tipologias de Crédito Bancário associadas ao comércio internacional
1.4. Papel das Garantias de Crédito enquanto mitigadores de risco

2. Modalidades de pagamento
2.1. Pagamento antecipado
2.2. Pagamento postecipado
2.3. Remessas e cobranças documentárias

3. Crédito Documentário – definições gerais
3.1. A importância do crédito documentário
3.2. Origem e evolução
3.3. Autonomia, Formalidade e Revogabilidade
3.4. Comparabilidade com Produtos Alternativos
3.5. Regras Gerais dos Créditos Documentários
3.6. Tipos de créditos documentários
3.7. Participantes ou Intervenientes

4. Regras internacionais
4.1. Regras e usos uniformes
4.2. Incoterms
4.3. Garantias

5. A importância dos documentos de suporte nas operações com Crédito Documentário
5.1. O princípio da separação da transação e do suporte bancário
5.2. Pedido de abertura
5.3. A fatura pró-forma e a fatura
5.4. Documentos de embarque
5.5. Documentos de seguro
5.6. Outros

6. Crédito Documentário em Angola
6.1. Análise do regime vigente (Aviso 05/2018, Instrutivos 09 e 13/2018)
6.2. Os drivers branqueamento de capitais e gestão e controlo cambial
6.3. A intervenção do Compliance neste tipo de processos
6.4. Os núcleos internos de reporte directo ao BNA
6.5. Alterações consequentes e previsíveis
6.6. Aplicação no âmbito da importação & da exportação

7. Análise do contrato de emissão e respetiva carta de crédito
– Exercícios práticos e análise de “case studies”

METODOLOGIA

São utilizados os métodos expositivo, ativo e interrogativo, com aplicação de exercícios e casos práticos enquadrados nas áreas de atuação profissional dos Formandos.

Método Expositivo: Centrado nos conteúdos, o Formador transmite oralmente a devida informação e conhecimentos ao grupo.

Método Ativo: Orientado para estimular a participação dos formandos e a partilha de experiências. Este método baseia-se na atividade, na liberdade e na auto-educação. O formando aprende por descoberta pessoal, construindo a resposta mais adequada a cada situação colocada. O formador irá orientar, promover a animação e facultar os materiais pedagógicos necessários. O foco será baseado na interação entre o grupo e o formador e no desenvolvimento de atividades práticas.

Método Interrogativo: Consiste num processo de interações verbais dirigidas pelo formador, normalmente tipo pergunta-resposta, cujo objetivo é levar o formando a descobrir os conceitos ou conhecimentos a reter, quer em termos de conceitos, quer na aprendizagem de saber-fazer. Neste método, são particularmente importantes os processos de raciocínio indutivo, a competência na elaboração de perguntas e o modo como se organiza a aprendizagem por descoberta.

DESTINATÁRIOS

Este curso destina-se a profissionais do sector bancário angolano que operem ou venham a operar, direta ou indiretamente, .com este tipo de produto ao nível comercial, administrativo ou operacional.