26Jan
On: 26/01/2021

Manter-se em contacto é um dos aspetos mais importantes

O teletrabalho pode tornar-se bastante solitário! Principalmente numa altura em que não podemos desligar do trabalho, por exemplo, ao ir jantar fora ou passear com os amigos ou família. Apesar disso, é importante manter-se em contacto com toda a equipa, com os seus amigos, e com a sua família… eles estão todos no mesmo barco.

Desde março de 2020 que se fala num “novo normal”! Dez meses passados, e ainda não conseguimos afirmar com plena certeza o que é o novo normal. Assim, manter-se motivado pessoal e profissionalmente nestes tempos, torna-se cada vez mais difícil.

O ser humano, para além das suas capacidades de racionalidade, é dotado de neuroplasticidade. O que significa isso?! Conseguimos construir novas realidades e adaptamo-nos a novas experiências, sempre que a envolvente assim o exige.

No entanto, esta flexibilidade de adaptação nem sempre é imediata e clara. Inicialmente, podemos enfrentamos momentos de colapso e de rotura. É evidente que esse espaço de tempo entre o confronto com a realidade, a resistência, o colapso e a adaptação impactam a vida profissional, principalmente ao nível da motivação. E é aqui que nos vamos focar! Queremos que se mantenha motivado e produtivo, e neste artigo vamos dar-lhe algumas dicas para que o consiga… vamos lá?!

A motivação e o teletrabalho, será que combinam?

A motivação e o teletrabalho, será que combinam?Apesar de o teletrabalho ser algo que se instaurou, de forma mais acentuada, durante esta pandemia, esta realidade não é, de todo, uma atividade recente. Acreditamos ainda que, mesmo quando a pandemia passar, esta continuará a ser uma opção muito viável, obviamente, para a atividade de certos setores.

Apesar disto, como ser de socialização que o ser humano é, a falta de interação e a sensação de passar todo o seu tempo nas mesmas quatro paredes, pode tornar-se um problema. Para além disso, o teletrabalho também requer, de nossa parte, uma maior necessidade de disciplina. Entre outras, estas duas referências são algumas das razões que podem levá-lo à desmotivação e à falta de criatividade, mas partilhamos consigo algumas formas de combater essa sensação:

Crie um espaço totalmente dedicado ao trabalho

A longo prazo, o computador na mesa de jantar vai ser um pesadelo! É ideal que reorganize o seu espaço em casa. Mesmo que não consiga ter uma divisão totalmente dedicada, deve ser um espaço que separe o lazer, do descanso e do trabalho.

Para além disso, é importante que este espaço seja acolhedor. Experimento:

  1. Ter boa iluminação, se possível, natural;
  2. Ser arejado; e
  3. Estar sempre limpo e organizado.

Não receie os desafios do teletrabalho

Por esta altura, já qualquer um de nós viu uma criança a interromper uma reunião, uma campainha a tocar em momentos inoportunos, ou um vizinho mais barulhento! É completamente natural que estas situações aconteçam. Não se preocupe, não acontecem só a si. Este é um evento que pode acontecer a qualquer um, a toda a equipa, e até aos próprios gestores. Tenha em mente que: não só eu, mas todos estão a passar por este processo de adaptação.

Cuidado com os seus hábitos

Levantar-se da cama 5 minutos antes de começar a trabalhar, vestir um robe, preparar um café e colocar-se à frente de um computador, pode até parecer bom… nos primeiros dias! É péssimo para a sua motivação! Sugerimos que construa novos hábitos:

  1. Demore o seu tempo a acordar, e faça a sua rotina matinal como um dia normal de trabalho, não descurando os seus habituais cuidados matinais e dê atenção ao seu pequeno almoço. A única diferença que há é o percurso para o trabalho (já não necessita ir para o trânsito, veja isso como um ponto positivo);
  2. Faça pausas regulares para repor energias – respira ar fresco, se possível (num terraço/varanda) e dê uns passos ao ar livre;
  3. Mantenha-se hidratado e fisicamente ativo; e
  4. Continue a investir no conhecimento e na educação.

Faça uma gestão clara do seu tempo

Um dos benefícios de trabalhar a partir de casa, é poder gerir o seu tempo. Este é um fator que, quando bem planeado, pode ter um impacto bastante positivo no seu equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho. No entanto, não se esqueça… equilíbrio também significa saber separar! Mais uma vez, é importante saber separar o trabalho da vida pessoal, e aqui ficam algumas dicas para o fazer de forma eficiente:

  1. Defina o seu horário de trabalho, o tempo em que precisa de estar concentrado.
  2. Coloque as tarefas que mais lhe custam fazer no início dos dias de trabalho. Assim, depois de as realizar, sentir-se-á concretizado, e mais aliviado para o resto do dia de trabalho.
  3. Tenha uma lista de objetivos para o dia, organize as tarefas que terá de fazer, as prioridades e um prazo de tempo, isto vai ajudá-lo a focar.
  4. Assim que o horário de trabalho, que estipulou anteriormente, acabar… acabou! Desligue o computador, arrume a secretária, e diga até amanhã!

Manter-se em contacto é um dos aspetos mais importantes

O teletrabalho pode tornar-se bastante solitário! Principalmente numa altura em que não podemos desligar do trabalho, por exemplo, ao ir jantar fora ou passear com os amigos ou família. Apesar disso, é importante manter-se em contacto com toda a equipa, com os seus amigos, e com a sua família… eles estão todos no mesmo barco.

Será que não está na altura de fazer uma formação online?!

Será que não está na altura de fazer uma formação online?!Estamos todos nas nossas casas, e os sítios para onde costumávamos ir nos tempos livres estão fechados ou com restrições. Não acha que esta pode ser a altura ideal para investir um pouco na sua educação e nas suas capacidades?!

Manter-se atualizado, e relevante no mercado de trabalho, exige um constante investimento em formação. Se nascemos ensinados, e nem sabemos tudo, temos de nos manter ativos e atualizados. Uma boa parte da motivação, principalmente nestes tempos difíceis, é impactada pelo desafio… experimente investir numa formação que seja gratificante para si. O facto de estarmos confinados não é impedidor, pois graças à evolução tecnológica e aos tempos em que vivemos, podemos ter acesso a muito mais opções de formação online.

 

Se gostou deste artigo, ou acha que pode ajudar alguém a continuar motivado partilhe-o! Siga-nos nas redes sociais, e subscreva as nossas notificações para estar sempre a par de novos artigos. Até breve!